Motivação para além da tela do computador

Nós somos incríveis!
Isso mesmo, somos incríveis. Acompanhar o findar dos dias sentados em uma cadeira de frente para o computador é magnífico, não é? "Poxa Alice, isso não é nada motivador, não é legal...". Certo, digamos que não é.

Ser motivado, estar motivado e, principalmente, conseguir motivar alguém não é nada fácil, porque é bem relativo. Para todos os tipos de profissionais, em especial nós, profissionais de TI, é exaustivo passar horas codificando, passar dias e dias testando a mesma coisa, se escabelar tentando identificar naquela área se a imagem "é milho ou soja?"; tentar achar um pingo de inspiração pra poder desenvolver ideias e protótipos então, nossa, que loucura! Ou você se frustra sem ter solução, ou acaba seus dias em desgosto, insatisfeito, com produtividade 0.

Tentando fugir da regra sem algum conteúdo técnico nesse post, vamos falar de motivação. Não sou do RH, muito menos fanática, entusiasta de algo. Louca? Talvez. Mas hoje, apenas alguém querendo partilhar das mesmas mazelas de muitos. Hoje, aquela que quer plantar uma ideiazinha, um grãozinho de engajamento em seu momento.

O que te deixa motivado? O que faz com que você levante todos os dias pela manhã, pegue seu carro, corra atrás do Autotrans, entre na fila do mamute ou da carona pra chegar no horário? O dinheiro na conta no fim do mês? Alcançar o nível máximo de produtividade? Não receber cobrança do GP da equipe? Se é um dos que se identificou com um desses motivos, essa confissão é especialmente pra você.

A motivação vai além de receber elogios, recompensas ou presentinhos do Pará. Vai além de ser bolsista, estagiário ou contratado. A motivação parte de cada um de nós e ela é diária. Ela vem do intuito de querer, fazer e ser a mudança. Ser a mudança e diferença na sua equipe, pois foi pra isso que você foi selecionado, você é diferente! Aqui, ou em qualquer outra empresa que estiver, a motivação será você próprio. Simples assim. O que eu faço? Já fico feliz e agradecida de acordar bem. Tomo uma boa dose de café, espero a carona do meu amigo enrolado e isso faz com que eu me atrase todos os dias pra chegar também. Assim que entro na sala da minha equipe de três pessoas, espero a primeira risadinha ou piada tosca da manhã. Faço o que tenho que fazer nas manhãs, e até as 11h não ouço nada de música. A partir deste horário, pego meu fone roxo maroto e escuto cada dia um tipo de playlist diferente, porque depende do nível de mudança que eu quero causar no dia.

Isso mesmo, quero causar mudança. Cause a si próprio uma mudança, promova em sua equipe o desejo de fazer diferente. Mesmo nos dias que bate a bad e nada consegue te levantar o humor, perceba os outros. Perceba naquele seu colega prosa ruim de mesa que ele é super especial, que ele faz a diferença pelo simples fato de te fazer dar as melhores risadas. Perceba além da tela do computador, perceba ao redor, se auto motive por esses fatos, e por esses, motive alguém. Dê um super bom dia às moças terceirizadas da limpeza, chegue alegre na sala só porque deu esse bom dia; deixe chocolate na mesa dos colegas sem que eles descubram que foi você, tome café com a equipe, sorria, mesmo que por dentro não haja nada de sorrisos. Isso faz bem, perceber além faz bem.

Alce voos mais altos fazendo a diferença. Talvez até pareça chato esse tipo de texto, talvez você ache besteira, perda de tempo. Mas seja ousado e poste algo parecido, algo audacioso. Audacioso, como ir além da tela do seu computador. Audacioso, como elogiar com "você brilhou cara!" o tester da sua equipe; audacioso, como dizer pra algum dev que ele é foda!; audacioso como levar bolo e repartir com a galera na hora do café da manhã.

Simples, não acha? Vai além, não vai? Motiva além de pontos de função, motiva além do salário na conta ou dos programas de incentivo; além das viagens todas pagas, além da comilança e bebedeira nas Convenções de Fim de Ano. São coisas simples, mas atitudes raras e de poucos. Que tal ser esse pouco? E, que tal, pegar sua xícara, colocar café (se tiver) e trabalhar no pouco pra ser muito?

Agora sim, com café, nós somos incríveis!